Escolhendo o módulo de WiFi

Sempre que vamos iniciar um novo projeto com WiFi embarcado, seja profissional ou maker, uma das decisões mais importantes é a escolha do módulo WiFi que será utilizado. Normalmente a escolha depende de inúmeros fatores, onde na maioria dos casos o preço é o principal, mas neste artigo deixaremos de lado a questão do preço e iremos analisar apenas as características técnicas dos principais módulos, dos quais tive acesso.

O intuito deste comparativo, é mostrar algumas alternativas de módulos comerciais, que dependendo de sua aplicação podem se tornar a solução viável e mais enxuta.

Kits de Desenvolvimento

Para iniciar o desenvolvimento ou mesmo uma avaliação do módulo escolhido, a melhor forma é a compra de um kit de desenvolvimento, que normalmente facilita a tarefa de solda do módulo ou o uso em protoboards.

Na maioria dos casos, um kit de desenvolvimento de software, ou SDK, é disponibilizado pelo fabricante, e em alguns casos um conjunto de ferramentas, como IDEs, aplicativos mobile e frameworks, facilitando o e agilizando o desenvolvimento da solução, protótipo, produto ou mesmo um projeto de final de semana. Um bom exemplo disso é o caso da Intel, que disponibiliza um portal (https://software.intel.com/pt-br/iot/hardware/edison) com diversas ferramentas para ajudar no desenvolvimento de soluções com a Edison.

Comparativo dos módulos/kits:

Comparativo dos módulos WiFi

Comparativo dos módulos WiFi

Segue um vídeo com o comparativo entre 5 módulos.

 

Update: No módulo EMW3165 o microcontrolador é o STM32F411CE e no EMW3162 o STM32F205RG.

Módulos

Além dos módulos analisados, existem diversas outras opções, interessantes, podem ser conferidas pelos links abaixo:

A Escolha

A decisão de escolha não é uma tarefa fácil. Além do preço, que não estamos discutindo aqui, existem diversos fatores decisivos na escolha, como por exemplo os periféricos disponíveis, quantidade de GPIOs, mas um fator que poucos dão a devida importância é o suporte local do fabricante, já que algumas empresas não tem representantes locais e as informações muitas vezes não são precisas e claras, e que em alguns casos a comunidade acaba ajudando mais do que o próprio fabricante.

Na minha opinião, os fatores mais importantes na decisão, exceto o preço, são:

  • O hardware atende aos requisitos?
  • Suporte local ou documentação disponível?
  • Representante local de vendas?
  • O fabricante atende ao volume esperado de produção?
  • Ambiente de desenvolvimento SDK e IDE disponibilizados pelo fabricante?
  • Comunidade ativa?
  • Longevidade de produção atende?
  • Possui qualquer tipo de licenciamento?

Claro que em casos de projetos maker, esses pontos não são tão importantes, mas em um caso de um projeto que vai se tornar um produto, ai eles se tornam mais críticos.

Tenha em mente tudo isso antes de tomar a decisão de escolha!

 

Happy Hacking!