Instalando o SDK do ESP8266 da forma ainda mais fácil

Há alguns meses, publiquei o artigo, Instalando o SDK, da forma fácil, para programar no ESP8266, para ajudar na instalação do SDK de uma forma fácil. Hoje, vou republicá-lo de uma forma ainda mais fácil.

Para iniciar a instalação, devemos garantir que alguns pacotes estejam instalados no Linux, que no meu caso é o Ubuntu 14.04.

Para isso, basta seguir os seguintes comandos:

sudo apt-get update

sudo apt-get install make unrar autoconf automake libtool gcc g++ gperf flex bison texinfo gawk ncurses-dev libexpat-dev python python-serial sed git

Feita a instalação, agora temos que fazer o clone do repositório do pfalcon, que contem o script de instalação e as dependências necessárias.

git clone –recursive https://github.com/pfalcon/esp-open-sdk.git

Quando finalizado o clone, podemos prosseguir com o make, executando o seguinte comando:

make STANDALONE=y

Com este comando, todas as dependências serão instaladas, tal como o compilador e o esptool.

Assim que a instalação, que pode levar mais de uma hora dependendo do computador, acabar, devemos adicionar o PATH da toolchain no arquivo .bashrc.

sudo gedit ~/.bashrc

E adicionar a seguinte linha, trocando o local da instalação:

PATH=/pasta_da_instalacao/esp-open-sdk/xtensa-lx106-elf/bin:$PATH

Dica: este comando aparece no final da instalação do SDK.

Para testar a instalação, vamos compilar o nodeMCU.

git clone https://github.com/nodemcu/nodemcu-firmware.git

make

E para fazer o flash no ESP:

sudo make flash

Atenção: Lembre-se de iniciar o ESP com a GPIO0 em nivel logico 0 (conectado no terra) para entrar em modo boot.

Se tudo deu certo, você já tem o SDK todo pronto para a compilação de firmware e flash no ESP8266.

Para atualizar o SDK, caso tenha alguma atualização, basta seguir os comandos abaixo, dentro do diretorio da instalação do SDK, o mesmo do git clone.

make clean

git pull

git submodule sync

git submodule update

make STANDALONE=y

Happy Hacking!